Fortaleza X Ceará: tudo sobre Clássico-Rei deste domingo (20) – Rádio Asa Branca 99,5 – A Rádio de Boa Viagem

Fortaleza X Ceará: tudo sobre Clássico-Rei deste domingo (20)

Arquirrivais se enfrentam no Castelão pela 26ª rodada do Brasileiro com o objetivo de reagir após derrotas inesperadas e saltar na classificação; Próximos na tabela, Leão e Vovô sabem que derrota pode complicar metas na Série A

Neste domingo (20), às 20h30, Fortaleza e Ceará disputam o último Clássico-Rei do ano, em jogo na Arena Castelão, pela 26ª rodada da Série A. O confronto é o 7º de 2020 e é muito aguardado pelas duas torcidas por se tratar de uma reta final de Série A e o caráter decisivo do confronto.

Vovô e Leão estão próximos na tabela, separados por dois pontos – 32 do Alvinegro e 30 do Tricolor – e o jogo pode definir o rumo de ambos, pois restarão, após o jogo, 12 rodadas para o fim da Série A do Campeonato Brasileiro.

O duelo pode manter ambos confortáveis na tabela, em zona de classificação da Copa Sul-Americana ou deixá-los preocupados com o rebaixamento.

Por isso, a partida tende a ser a mais decisiva entre eles na temporada, embora duelos importantes tenham ocorrido, como a semifinal da Copa do Nordeste em jogo único, vencido pelo Vovô por 1 a 0, que se sagraria campeão em seguida. Outra vitória alvinegra, também por 1 a 0, pelo 1º Turno da Série A, além dos dois jogos finais do Campeonato Cearense, vencidos pelo Leão (2 a 0 e 1 a 0), estes os últimos encontros entre os dois.

Encontros

Até então, são 6 confrontos em 2020, com três vitórias do Fortaleza, todas pelo Campeonato Cearense, um empate, na fase de Grupos da Copa do Nordeste, e duas vitórias do Ceará, pela semifinal da Copa do Nordeste e Série A do Campeonato Brasileiro.

As duas vitórias leoninas aconteceram em um momento técnico melhor do Leão na temporada em relação ao Ceará, com supremacia na decisão do Estadual e Tinga desequilibrando os confrontos com dois gols. Todos os confrontos foram entre Rogério Ceni, hoje no Flamengo, e Guto Ferreira.

Já nas duas vitórias alvinegras, pela Copa do Nordeste e 13ª rodada da Série A, o Vovô superou o Fortaleza com esquemas táticos muito bem montados por Guto Ferreira contra Rogério Ceni.

O único empate, o 1º confronto do ano, foi por 1 a 1 na Copa do Nordeste, com Argel Fucks comandando o Ceará e Rogério Ceni no Fortaleza, antes do início da pandemia.

Com o placar nos Clássicos este ano em 3 a 2 para o Fortaleza, um vitória alvinegra igualaria o confronto, enquanto vitória ou empate leonino manteria o Tricolor em vantagem em 2020.

Guto venceu o Fortaleza no 1º turno da Série A e eliminou o rival na semifinal da Copa do Nordeste, enquanto Chamusca obteve duas conquistas do Estadual, cada uma por uma das equipes, nos anos de 2015 e 2018

Foto: THIAGO GADELHA / CAMILA LIMA

Técnicos

Se Guto e Ceni concentraram confrontos em 2020, com 5 dos 6 encontros, agora será a vez do duelo entre o “Gordiola” e Marcelo Chamusca, com um mês de trabalho no Tricolor de Aço. Por se tratar do 1º confronto entre os dois no Clássico-Rei, o duelo prometer ser mais imprevisível.

O momento de Chamusca é de contestação por parte do torcedor, já que o aproveitamento dele é baixo, de apenas 33,3%. Com ele, o Leão venceu uma vez – Botafogo por 2 a 1 – empatou 3 vezes – Vasco por 0 a 0, Goiás em 1 a 1 e Corinthians em 0 a 0 e perdeu duas (São Paulo por 3 a 2 e Bragantino por 2 a 1.

Apesar disso, Chamusca admitiu, após a derrota para o Bragantino no último sábado, que não carrega peso nenhum para o confronto diante do arquirrival.

“Ganhar o Clássico é uma necessidade natural, é um campeonato à parte. Independentemente da sua posição na tabela, o Clássico é o Clássico. Sei o quanto ele é importante. Não levo peso nenhum ao próximo jogo. Vou me aprofundar o máximo possível em relação ao adversário para fazermos um bom jogo”, disse ele.

Já Guto Ferreira faz um trabalho consistente no Vovô. Na temporada, o treinador acumula o título invicto da Copa do Nordeste, o vice-campeonato cearense e levou o Ceará às quartas de final da Copa do Brasil. Assim, o aproveitamento dele é de 53,2%, entre 19 vitórias, 10 empates e 13 derrotas durante o ano.

O momento era extremamente positivo até o último sábado, já que o Vovô vinha de duas vitórias fora de casa diante de Vasco e Bahia, fazendo o time alvinegro saltar para um excelente 9º lugar, sonhando até com um G6, ou seja, vaga de Libertadores.

Mas a derrota em casa por 2 a 1 para o Atlético/GO freou a reação alvinegra, com o treinador chamando a responsabilidade pela derrota, apesar da equipe ter sofrido demais com o desfalque de Vina, suspenso pelo 3º cartão amarelo.

Legenda: Ceará e Fortaleza jogaram seis vezes nesta temporada
Foto: Felipe Santos/Cearasc.com

Retornos

Para o Clássico-Rei de hoje, Ceará e Fortaleza contam com retornos de jogadores importantes: Vina pelo lado alvinegro e Romarinho no Tricolor.

O momento de Vina na temporada é incomparável. O meia conta com 18 gols e 14 assistências no ano, sendo assim, artilheiro e maior “garçom” da equipe. No campeonato nacional, são 8 gols e 4 assistências dele. A volta de Vina é a melhor notícia para o Vovô. Sem ele em campo, o time ainda não venceu na Série A – São 7 jogos, com 5 derrotas e 2 empates. Ter o meia para o Clássico-Rei pode fazer a diferença.

No caso de Romarinho, o retorno dele também faz o time tricolor ter um ganho técnico. Recuperado de Covid-19, o meia-atacante jogou 47 das 49 partidas do Leão no ano e ficou fora diante do Bragantino por estar em isolamento.

clássico
Legenda: Ceará e Fortaleza fizeram o primeiro clássico no início do ano, antes da pandemia
Foto: Thiago Gadelha/SVM

De comum, ambos são determinantes para o setor de criação de suas equipes. Sem eles, Guto e Chamusca testaram outros jogadores, mas eles não renderam. Diante do Atlético/GO, Wescley foi titular no Vovô mas não foi bem, enquanto diante do Bragantino, Mariano Vázquez também esteve abaixo no Tricolor.

Assim, com as voltas de Vina e Romarinho, o Clássico ganha em nível de jogo e agressividade em campo.

Legenda: Romarinho está de volta ao time tricolor
Foto: Kid Júnior

Expectativa

Como não poderia deixar de ser, os elencos estão na expectativa pelo Clássico-Rei. “A gente sabe que clássico é sempre importante, e a gente está precisando dessa vitória. Um jogo contra o nosso rival que, se a gente vencer, a gente vai crescer ainda mais na competição porque sabemos que os três pontos são importantíssimos para a sequência. É um jogo importante tanto para a gente quanto para o adversário. Uma vitória nos coloca em uma posição boa na tabela, e a gente tem que estar para esse jogo como se fosse uma final. Tem que ganhar os três pontos de toda forma”, decretou o atacante Romarinho.

No Ceará, Luiz Otávio chamou o duelo de final de campeonato. “Toda a concentração, toda a tensão, o foco, a determinação, a vontade, garra, empenho. São vários ingredientes que aparecem em um Clássico-Rei. Já tive a oportunidade de disputar alguns. E sempre foi decidido nos mínimos detalhes. Estamos ligados para minimizar nossos erros e sermos efetivos quando necessário. Sabemos que é uma final de campeonato para nós. Temos que entrar focados para conseguir os três pontos”, destacou o zagueiro.

Legenda: Principal jogador, Vina volta ao time alvinegro após cumprir suspensão. David é uma das esperanças de gol do Fortaleza para partida deste domingo
Foto: Camila Lima/ Natinho Rodrigues