Reabertura da economia no Ceará começa nesta segunda; veja o que funciona e o que não pode abrir – Rádio Asa Branca 99,5 – A Rádio de Boa Viagem

Reabertura da economia no Ceará começa nesta segunda; veja o que funciona e o que não pode abrir

O governador Camilo Santana anunciou, neste sábado (10), que o isolamento social rígido no Ceará será flexibilizado a partir de segunda-feira (12), e as atividades econômicas serão retomadas de forma gradual. Com isso, os setores de comércio e alimentação fora do lar irão poder funcionar de forma reduzida e em horários específicos. Além disso, o estado terá toque de recolher e fechamento de todos os serviços não essenciais durante o fim de semana.

Veja o que muda com o novo decreto:

  • Serviços não essenciais vão poder retornar às atividades de forma gradual a partir de segunda-feira (12);
  • Isolamento social rígido continua nos fins de semana;
  • Haverá toque de recolher das 20h às 5h diariamente;
  • Espaços públicos e condomínios particulares seguirão restritos;
  • limitação de 25% (vinte e cinco por cento) da capacidade de atendimento simultâneo;
  • A construção civil iniciará as atividades a partir das 8h.

“Continuamos o isolamento social, ele tem mostrado efeitos importantes, mas o isolamento depende de cada cidadão. Então resolvemos informar que mantemos o isolamento social, vamos ter toque de recolher das 20h às 5h. O isolamento rígido continua nos fins de semana”, disse Camilo Santana.

O governador informou que o decreto com as novas normas deverá ser publicado ainda neste sábado, no Diário Oficial do Estado (DOE). De acordo com Camilo Santana, é possível fazer a reabertura neste momento em decorrência de três fatores: as tendências de reduções de casos confirmados de Covid-19, na procura assistencial em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e na transmissão viral.

Além disso, foi permitido que as instituições religiosas funcionem com até 10% de sua capacidade. As escolas de educação infantil também poderão ampliar o funcionamento para crianças com 4 e 5 anos de idade. Estudantes do primeiro e segundo anos do ensino fundamental poderão retomar as atividades presenciais, contudo, as escolas precisam limitar a ocupação a 35% do espaço disponível.

Os setores do comércio e de outras áreas afetadas pelo fechamento do comércio vinham pressionando o governo pela retomada da economia, alegando crise na área e desemprego. Com a reabertura, a indicação do governador é de que os estabelecimentos comerciais e de serviços liberados permitam a presença de até 25% do público.

Sistema Asa Branca de Comunicação

FONTE: G1CE