O universitário cearense salvo pelo livro "Introdução à Mecânica dos Fluidos", que interrompeu o avanço do projétil em direção às suas costas durante a Chacina do Benfica, crê numa sequência de fatos aleatórios para explicar tamanha sorte. Em entrevista ao O POVO Online, o jovem - que quer sua identidade preservada - diz que havia acabado de sair da aula para se reunir com os amigos e tomar uma cerveja no Bar da Lora, na Praça da Gentilândia, em Fortaleza.

 

No momento dos tiros, o estudante diz que foi para debaixo de uma mesa e, depois, mudou de ideia e correu em direção à avenida 13 de Maio na tentativa de sair da área dos disparos. Neste local, ele acredita que o livro tenha sido atingido. O universitário afirma, entretanto, não ter sentido nenhum impacto nas costas.

 

A descoberta do que aconteceu viria só três dias depois, nessa segunda-feira, 12. Ele abriu a bolsa e encontrou o livro deformado. "Eu pensei que tivesse molhado. Eu já tinha tomado chuva no dia, e ai, quando fui puxar o livro, vi o projétil", explica o jovem.

 

O estado de choque, diz, veio na mesma hora. "Se eu não tivesse com a minha mochila, eu poderia ter tomado um tiro e ficado paraplégico". O livro de Física tem pouco mais de 700 páginas.

 

 

 

 

NÚCLEO DE RADIO JORNALISMO ASA BRANCA AM E FM

FONTE: O Povo

Compartilhe:

Deixe seu comentário

Mural de recados

Carrega

    Nenhum comentário encontrado

Enquete

Como está a administração pública em Boa Viagem?

Top 10

  • Gusttavo Lima

    Apelido Carinhoso

  • Léo Magalhães

    Oi

  • Eduardo Costa

    Saudade

  • Marília Mendonça

    De quem é a culpa?

  • Simone & Simaria

    Paga de Solteiro Feliz

  • Jorge & Mateus

    Contrato

  • João Neto Pagadão

    Amor falso

  • Wesley Safadão

    Ar condicionado no 15

  • Fernando Pisadinha

    Ela não larga eu

  • Amado Batista & Duda

    Desligue o celular