Capitão da Seleção, Neymar tem a missão de comandar o jovem elenco brasileiro ao ouro olímpico, mas no momento tem sido mais protegido do que protetor. Abatido depois dos empates contra África do Sul e Iraque, ele foi preservado das entrevistas e vem recebendo o apoio dos companheiros.

 

Nesta terça-feira, véspera do duelo decisivo contra a Dinamarca, coube a Renato Augusto, o atleta mais velho do elenco, com 28 anos, a tarefa de falar com a imprensa ao lado do técnico Rogério Micale. O camisa 5 reconheceu que Neymar sentiu os tropeços no início da Rio-2016 e revelou uma conversa que teve com o atacante:

 

- Após o jogo fiquei preocupado com a equipe toda, pois teríamos mais um jogo e não há tempo para lamentar. Eu fui até o quarto do Neymar, ele estava chateado com o resultado do jogo, mas está confiante, se sentindo bem. Ele não está feliz com o que está acontecendo, mas se sentindo bem, sabe da responsabilidade dele, da importância para o grupo. O Neymar tem o apoio do elenco e da comissão técnica. Nesse momento é importante fechar o grupo - afirmou o jogador do Beijing Guoan, da China.

 

Para o técnico Rogério Micale, há uma pressão excessiva sobre o camisa 10, que ainda não está totalmente maduro para suportar isso. Ele ainda destacou o fato de Neymar, apesar da pouca idade, ser a principal referência da técnica da Seleção e não contar com atletas experientes e consagrados a seu lado para dividir a responsabilidade.

 

- Estamos falando de um jovem de 24 anos, que não atingiu toda a sua maturidade. Um jogador costuma chegar ao ápice físico, técnico e mental aos 28 anos. E o Neymar tem que lidar com a pressão de ser um jogador expoente desde os 17 anos. A geração que iria dar o suporte para ele se desenvolver não se firmou. Estamos falando de gerações que dariam suporte ao Neymar, como foi feito com o Ronaldo, que foi para uma Copa apenas para assistir e depois ele veio se tornar um grande jogador mundial. Se não analisarmos friamente, não tivermos uma transição e respeitarmos nosso craques, ele não vão querer estar com a gente - comentou, revelando até um temor de os jogadores desistirem da Seleção.

 

O Brasil se classificará para as quartas de final da Olimpíada se vencer a Dinamarca nesta quarta-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Em caso de empate, a vaga na próxima fase pode ser decidida até por sorteio com o Iraque.

 

 

Da redação da Rádio Asa Branca

Compartilhe:

Deixe seu comentário

Mural de recados

Carrega

    Nenhum comentário encontrado

Enquete

Como está o atendimento no sistema de saúde pública de Boa Viagem?

Top 10

  • Simone & Simaria (part Anitta)

    Loka

  • Marília Mendonça

    Eu sei de cor

  • Maiara & Maraisa

    Você faz falta aqui

  • Marcos & Belutti

    Solteiro apaixonado

  • Leonardo e Eduardo Costa

    Passe livre

  • Victor & Leo

    Momentos

  • Roberto Carlos (part Jennifer Lopez)

    Chegaste

  • Wesley Safadão Part. Marília Mendonça

    Ninguém é de ferro

  • Paula Mattos

    Coisa de Ex

  • Jorge & Mateus

    Se o amor tiver luga